Ads


HRN recebe visita de pré-avaliação da Iniciativa Hospital Amigo da Criança

A amamentação supre todos os nutrientes importantes para o desenvolvimento da criança, além de protegê-la de possíveis doenças. O Hospital Regional Norte (HRN), da rede pública do Governo do Ceará, vem executando ações permanentes de incentivo ao aleitamento materno. Além disso, a unidade hospitalar promove curso de capacitação voltado para a Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC) nos setores do eixo materno-infantil, com abordagem e divulgação da política interna de aleitamento. Nos dias 25 e 26, o HRN recebeu visita de pré-avaliação da Iniciativa Hospital Amigo da Criança. A visita técnica foi acompanhada por Sandra Luna e Marly Peixoto, representantes do Ministério da Saúde (MS).
A pré-avaliação é realizada por um ou dois avaliadores da IHAC, orientados pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), mediante instrumento padronizado pelo Ministério da Saúde. A partir da comprovação do cumprimento dos critérios de pré-avaliação, o Coordenador Estadual de Saúde da Criança e Aleitamento Materno solicita uma avaliação ao Ministério da Saúde para dar continuidade ao processo de habilitação do Hospital Amigo da Criança. “Durante esses dias fizemos um processo de pré-avaliação. A partir dos resultados obtidos, o hospital poderá ver os pontos de melhoria para posteriormente solicitar a visita de avaliação do Ministério da Saúde”, explica Sandra Luna.
Avaliação
O objetivo da visita é avaliar os critérios de habilitação do hospital para a IHAC, como estratégia de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e à saúde integral da criança e da mulher, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). A estratégia foi lançada por meio da Organização Mundial da Saúde (OMS) e UNICEF com o intuito de promover, proteger e apoiar o aleitamento materno no âmbito hospitalar. A iniciativa consiste no treinamento dos profissionais do HRN para o cumprimento dos dez passos para o sucesso do aleitamento materno.
O diretor do HRN, Daniel Hardy Melo, explica que faz parte da política do hospital a melhoria continua dos processos de assistência ao paciente. “Institucionalmente buscamos cultivar e fomentar as boas práticas com foco na melhoria da assistência ao paciente. Buscamos continuamente as melhores práticas em cada setor e área em que nós atuamos. A IHAC traz esse foco na atenção materno-infantil para alcançarmos melhor qualidade e segurança nas práticas que impactam diretamente na saúde das crianças e das mulheres a curto, médio e longo prazo”, avalia Daniel Hardy.
A avaliação externa é um ganho para a equipe e para os pacientes, segundo a diretora de Gestão e Atendimento do HRN, Juliana Mendes Gomes. “O processo de certificação gera mudanças de comportamento que trazem impactos positivos para o paciente. Além disso, esse olhar externo é sempre benéfico porque nos faz refletir acerca da nossa prática”, ressalta Juliana Mendes.
A presidente da Comissão IHAC e coordenadora da Obstetrícia, Larissa Cunha, explica que “essa proposta de ser Amigo da Criança vai favorecer que o hospital implemente e gerencie as boas práticas no cuidado materno-neonatal. É uma forma de se adequar, treinar toda a equipe para que trabalhem essa temática de forma mais direcionada, para que todos se envolvam com o aleitamento materno”, completa a enfermeira.
Capacitação
Dentre as temáticas do curso de 20h foram abordadas a proteção e promoção do aleitamento materno durante a gestação. Desde 2006, foi regulamentada a Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes (NBCAL) que traz instrumentos legais que auxiliam no controle do marketing de produtos que substituem a amamentação.
“O objetivo é ter em mente os benefícios do aleitamento para a mãe e o bebê”, explica Renata Andrade, médica do HRN. Para o bebê, segundo a profissional, os benefícios da amamentação são muitos por proteger a criança de doenças e alergias, regular o apetite, evitar a obesidade, além de proporcionar troca afetiva entre a mãe e o recém-nascido, ajudando no desenvolvimento físico e emocional da criança. “O leite materno é a primeira vacina que o bebê recebe já que é rico em anticorpos e adequado para a nutrição da criança. Além disso, o ato de amamentar proporciona o desenvolvimento emocional da criança e proporciona que ela fique mais segura”, avalia Renata.
“Como o leite materno chega ao bebê e como ajudar o aleitamento materno” foi outra temática do curso da IHAC. O hospital já promove uma avaliação para verificar a forma de mamada do bebê. Além disso, o Banco de Leite possui um ambulatório de aleitamento materno. Uma das palestrantes foi a médica especialista em amamentação, Catarina Maria de Sena. Segundo ela, em um hospital amigo da criança, todos precisam entender mais sobre amamentação para poder acolher a mulher e empoderá-la na amamentação.
saude.ce.gov

Nenhum comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.