Ads


Sobral se prepara para vacinação anual de cães e gatos

A Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ) de Sobral coordenará a Campanha de Vacinação Antirrábica, que inicia neste sábado (24). A vacinação ocorrerá das 8h às 17h, quando devem ser vacinados cães e gatos a partir de três meses de idade. Todos os bairros contarão com postos de vacinação, além de pontos de apoio que irão funcionar em locais específicos.
Ações
“Durante toda campanha a Unidade de Vigilância de Zoonoses irá intensificar ações para garantir 100% da cobertura vacinal de cães e gatos domiciliados. A campanha de vacinação antirrábica tem grande impacto na saúde pública do município, pois evita a doença nos animais e previne a transmissão do vírus rábico para a população humana”, ressalta Gerardo Cristino, secretário da Saúde.
Meta
No ano passado, o município de Sobral superou a meta da cobertura vacinal e atingiu 101,63%, de acordo com levantamento da Secretaria de Saúde. “Esta porcentagem, em números absolutos, corresponde a 32.458 cães imunizados. Para os felinos, o governo não estabelece meta, mas por meio do trabalho dos Agentes de Combate a Endemias, Sobral imunizou 26.306 gatos”, explica o secretário. Caso o dono não possa levar o animal para o Dia D da campanha, os bichos também poderão ser vacinados na UVZ (Rua Finlândia, nº 201, Parque Silvana II), de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Castração
Ainda relacionado ao cuidado com animais, o município iniciou no dia 1o de outubro o programa de castração de cães e gatos domiciliados. O trabalho de controle populacional tem à frente a Agência Municipal de Meio Ambiente (AMA) que, por meio de edital, credenciou uma empresa especializada para a prestação do serviço de esterilização cirúrgica dos animais, atendendo a demanda de controle populacional e identificação dos bichos, por meio do programa de castração gratuita.
Cuidados
Um dos objetivos do programa é garantir a busca pelo maior equilíbrio da população animal, diminuindo o índice de abandono e maus-tratos, de modo a prevenir agravos à saúde pública e as agressões ao meio ambiente. O foco voltado aos animais domiciliados também pretende aumentar o controle sobre cães e gatos soltos, já que, de acordo com Jorge Trindade, superintendente da AMA, “entendemos que os domiciliados são os que acabam por circular livremente nas ruas, por algum motivo, aumentando em número. O programa, que será permanente, nesse primeiro momento fechou contrato de um ano com a clínica licitada para atingirmos algo em torno de 150 castrações por mês, o que equivale a um investimento de R$ 540 mil anualmente”, explica o superintendente.
Marcelino Júnior, Diário Zona Norte

Nenhum comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.