Ads


Remédios devem subir até 12,5% a partir do próximo dia 31

Os medicamentos vão ficar mais caros em todo o País a partir do próximo dia 31. Segundo a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), a alta anual nos preços deve ser de até 12,5%. Se confirmado, o reajuste vai superar a inflação pela primeira vez em dez anos. A base de cálculo para o reajuste de medicamentos é o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, que acumula alta de 10,36% em 12 meses até fevereiro. O governo ainda não divulgou oficialmente de quanto será a alta, pois o processo está em consulta pública.

Medicamentos gratuitos
Pelo Sistema Único de Saúde (SUS), é possível retirar, de forma gratuita e com receita médica, remédios de uso contínuo ou de alto custo. A lista é disponibilizada pelo Ministério da Saúde. O programa "Saúde Não Tem Preço" distribui remédios para asma, hipertensão e diabetes. Basta procurar redes credenciadas pela Farmácia Popular.

 Outra alternativa é optar pelos medicamentos genéricos: cópias idênticas em formato, composição química, dosagem, posologia e indicação de remédios produzidos por grandes laboratórios. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o medicamento genérico deve ser, no mínimo, 35% mais barato do que o convencional.
(com informações Interfarma)

Nenhum comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.