Ads


Motoristas profissionais terão de fazer teste para detectar uso de drogas

Teste detectará se o motorista usou substâncias psicoativas lícitas ou ilícitas nos últimos 90 dias

Motoristas profissionais que dirigem caminhões, vans e ônibus terão de se submeter a testes toxicológicos anuais para detectar se houve uso de substâncias psicoativas lícitas ou ilícitas nos últimos 90 dias.

A medida, chamada Resolução 517, foi criada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), e entrou em vigor nesta quarta-feira, 2. Ela determina que o teste é obrigatório para obter ou renovar a carteira de habilitação das categorias C, D e E. A resolução deve afetar cerca de 13 milhões de motoristas.

O exame deve custar cerca de R$ 400 e será feito nos Estados Unidos. Isso porque este tipo de exame de larga escala é mais complexo e feito a partir de amostras de fios de cabelos. O Brasil ainda não tem um laboratório especializado para este tipo de análise. Atualmente, todos os exames toxicológicos feitos no país usam amostras de saliva, urina ou sangue que detectam se houve uso das substâncias até cinco dias antes da coleta.

O objetivo da resolução é reduzir o número de mortes nas estradas do país. Serão testadas a presença das seguintes substâncias ilícitas: maconha e derivados, cocaína e derivados incluindo crack e merla, opiáceos incluindo codeína, morfina e heroína; ecstasy (MDMA e MDA), anfetamina e metanfetamina.

Já os testes para substâncias lícitas analisarão o uso de medicamentos controlados prescritos. A resolução, no entanto, não inclui o uso do álcool, o maior causador de acidentes nas estradas.

Nenhum comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.